Podologiamagna ut urna semper pellentesque

Podologia é a ciência na área da saúde, especializada na investigação, prevenção, diagnóstico e tratamento das alterações que afetam o pé e as suas repercussões no organismo humano, sendo o Podologista o profissional de saúde devidamente habilitado para o tratamento das patologias do pé.

Áreas de intervenção da Podologia:

  • Podologia Geral (Avaliação estática e dinâmica do pé)
  • Podologia Infantil (Tratamento do pé da criança)
  • Podologia Geriátrica (Tratamento do pé do idoso)
  • Pé de Risco (Pé diabético, pé neurológico, pé vascular)
  • Podologia Desportiva (Avaliação e tratamento do pé do desportista)
  • Podologia no trabalho (Avaliação e análise do pé adaptado a cada situação profissional)
  • Podologia Preventiva (Prevenção das patologias/alterações do pé)

O podologista trata da saúde dos seus pés

Os nossos pés são o nosso principal meio de transporte, carregando-nos numa jornada de 128.000 quilómetros ao longo de toda a nossa vida, o equivalente a três vezes a volta ao mundo, contudo são a parte do nosso corpo mais esquecida e negligenciada.

Por que é que os nossos pés necessitam de tratamento especializado?

Os nossos pés são muito complexos, são eles que alojam um quarto de todos os ossos do corpo, além de possuírem uma complexa rede de músculos, ligamentos e articulações. Os nossos pés são vulneráveis a ferimentos e doenças; existem descritas acima de trezentas condições patológicas dos pés. Por volta dos cinquenta anos de idade, os pés perderam cerca de metade da capacidade de absorção de choque conferida pelo panículo adiposo do pé (gordura da planta do pé responsável pela absorção dos impactos durante a marcha).

Pés que precisam de atenção

Alguns pés têm necessidades especiais – o pé da criança, o pé do desportista, o pé do trabalhador, o pé do idoso, o pé afetado por doenças.

Curiosidades:

Num pé adulto existem 26 ossos em cada pé, ou seja, um quarto dos ossos do esqueleto. Juntamente com as mãos, contêm metade dos ossos do corpo.

A estrutura dos pés

O calcâneo é o maior osso do pé e forma o relevo do calcanhar; articula-se com o astrágalo, que é o segundo maior osso do tarso. À frente do astrágalo e do calcâneo, ainda dentro do tarso, está uma fila de ossos menores: o escafóide, o cubóide e os três cuneiformes. Estes, por sua vez, estão articulados com os cinco ossos compridos e cilíndricos, chamados metatarsos. Estes articulam-se com cada um dos cinco dedos, que são formados por três falanges, exceto o dedo grande, que só tem duas.

O pé possui músculos intrínsecos, mas os mais poderosos provêm da perna, e os seus tendões, que passam de ambos os lados do tornozelo, vêm inserir-se nos ossos do pé. Os dois vasos sanguíneos principais e os nervos entram no pé pela face anterior do tornozelo e pela sua face interna. A face plantar do pé normal forma o arco natural, que é sustentado por ligamentos e músculos. Os seus tegumentos externos, vulgarmente conhecidos por sola do pé, são constituídos por fáscia (tecido fibroso) e panículo adiposo e o todo é revestido por uma pele resistente mas sensível.

Uma característica supérflua do pé data do período aquático da evolução do homem: aproximadamente 6% das pessoas nascem com membranas interdigitais nos dedos dos pés, isto é, têm membranas de pele entre alguns ou todos os dedos dos pés. A esta alteração dá-se o nome de sindactilia.